segunda-feira, 29 de abril de 2013

Botox é tudo de bom!


Está enganada quem pensa que o famoso Botox possui apenas propriedades estéticas. Para aqueles que não sabem, essa substância é usada em larga escala no auxílio de pacientes que sofrem de doenças como bruxismo e estrabismo. Além disso, a Anvisa aprovou a utilização do Botox no tratamento da enxaqueca, mal que assombra cerca de 15% da população brasileira.

Imagem: Reprodução.

Os estudos surgiram nos Estados Unidos, no início da década de 2000, após pacientes relatarem melhoria nos sintomas da enxaqueca depois de terem feito sessões estéticas de Botox. Todavia, a aplicação é diferente da realizada para fins estéticos, pois as quantidades são muito maiores e os pontos da injeção são outros (têmporas, atrás da cabeça, na nuca e atrás dos ombros).

Imagem: Reprodução.

De acordo com Mário Peres, neurologista do Hospital Albert Einstein e professor da Universidade Federal de São Paulo, o efeito do Botox na enxaqueca ocorre por um relaxamento muscular e por um desligamento do efeito do nervo em cima do músculo. Mas é preciso lembrar que esse tratamento não promete uma cura para o problema, e sim uma chance de os sintomas serem aliviados por um período de tempo - cerca de 80% conseguem obter resultados positivos! As aplicações da substância devem ser feitas com certa frequência, assim como ocorre em tratamentos estéticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário